voltar

Os sons ao redor

20/8/2020

A Pós-Graduação em Psicopedagogia do Pró-Saber está funcionando on-line desde abril, com aulas pelo aplicativo Zoom. Para a turma 2020, essa realidade representou um desafio especial, pois não houve tempo para o convívio presencial, tão importante na integração do grupo. Professores e alunos empenharam-se em construir on-line os laços e os espaços de troca de ideias e experiências que sustentam o curso. Neste depoimento, a aluna Daniele Nissan Magalhães comenta a experiência vivida no primeiro semestre a partir de um conceito da Física, a reverberação.

O curso de Pós-Graduação em Psicopedagogia foi criado em 2011, e  tornou-se um importante multiplicador da filosofia de ensino do Pró-Saber, uma vez que seus alunos trabalham em instituições de ensino públicas e privadas localizadas em todo o Rio de Janeiro. Em 2020, 135 alunos divididos em seis turmas, sendo uma do último ano, dedicado à elaboração de monografia. 

A aluna Daniele Nissan Magalhães, da turma 2020 da Pós-Graduação em Psicopedagogia, utiliza um conceito de física - a reverberação - para falar sobre a importância da escuta. Confira:

Os sons ao redor

Reverberação é um conceito da física que descreve um efeito sonoro. Tecnicamente, é a persistência de um som depois de ter sido extinta sua emissão por uma fonte. Ocorre como resultado de reflexões nas paredes de um recinto total ou parcialmente fechado.

Quando ouvimos um som, estamos ouvindo uma onda sonora viajar de uma fonte até nossos ouvidos. Algumas vão chegar até nós mais rapidamente, porque não tiveram que atravessar nenhum obstáculo para nos encontrar. Mas outras ondas vão percorrer distâncias e trajetórias diferentes, e esbarrar em obstáculos diversos até que possam nos alcançar. Por isso, vai demorar um pouco mais até que possamos ouvi-las.

Existem outros fenômenos que podem acontecer por conta dessa movimentação das ondas sonoras. O ruído, por exemplo, é o que acontece quando captamos vibrações sonoras de diferentes frequências e amplitudes — e o resultado é ininteligível, apenas um barulho. Já o eco acontece quando o intervalo de tempo entre as ondas sonoras que nos atingem é muito grande — provocando um segundo som, que não se harmoniza com o primeiro. Nem o eco e nem os ruídos são favoráveis aos ambientes, porque eles prejudicam a inteligibilidade dos sons.

Mas a reverberação acontece quando a “onda refletida” atinge o observador, exatamente no instante em que aquela “onda direta” está se extinguindo, o que provoca um prolongamento daquele som. A reverberação faz aquele som durar mais, e nos ajuda a ouvir mais claramente. A reverberação também transforma um som em melodia, em música.

E será que qualquer semelhança entre esse conceito e o nosso curso é mera coincidência? O que é que estamos fazendo aqui senão fazer reverberar conceitos e ideias a partir de várias reflexões?

Ao nosso ver, nossos encontros têm sido um grande ambiente de reverberação, onde temos a chance de ouvir palavras que refletem perspectivas diferentes viajando até cada uma de nós. Ouvir ideias que partiram de trajetórias e experiências diferentes, mas que estão sintonizadas em uma mesma frequência. Ouvir falas que nos fazem exercitar verdadeiramente a escuta, nos permitindo capturar um som mais cristalino, que nos acompanha de forma duradoura.

Em tempos marcados pelo imediatismo, pela intolerância, e pela ansiedade, nós falamos sobre a importância da escuta. Mas o quanto precisamos escutar para realmente ouvir? Para entender? A complexidade humana pressupõe a necessidade de reverberar pensamentos, de prolongar a sensação auditiva, para que possamos verdadeiramente ouvir, com tempo de digerir, para que possamos entender.

E quem diria que a física conseguiria traduzir exatamente o que viemos fazendo ao longo desse semestre, e o que acreditamos que continuaremos a fazer ao longo dos próximos? Esperamos que continuemos juntos fazendo reverberar muitos mais pensamentos.

(Adendo ao trabalho de final de semestre apresentado pelas alunas Daniele Nissan Magalhães e Daianá Almeida Melo – 1º ano - turma 2020 noite).


Comentários