voltar

TURMA 2019 CONCLUI O CURSO NORMAL SUPERIOR

15/10/2022

São 26 professoras e 2 professores que trabalham em 20 creches e espaços de Educação Infantil de 17 bairros do Rio de Janeiro. Desde 2004, quando foi credenciado pelo Ministério de Educação e Cultura, o Curso Normal Superior já formou 211 professores.

A aluna Maria Janaína Loiola discursou em nome da turma:

“Nós sobrevivemos e chegamos ao dia 15 de outubro de 2022. Viva a Vida!

Alexandra Pena, Ana Elisabete Lopes, Ana Paula Pedro, Clara Araújo, Cláudia

Sabino, Cristina Porto, Elaine Caetano, Flávia Quadrelli, Heloísa Protásio, Isis Flora,

Joana D’Arc Silva, Júlia Baumann, Juliana Medela, Liana Castro, Lívia Lage, Luana

Vieira, Madalena Freire, Maria Cecília Almeida e Silva, Maria Delcina Feitosa, Melissa

Lamego, Paula Padilha, Patrícia González, Pedro Bonfim, Priscila de Almeida e Vera

Loureiro.

Estes foram nossos professores ao longo desses três anos. Começo pela chamada,

ela é a chegada. É a crença do Pró-Saber na presença. Somos pessoas, não

números. Estes educadores dão vida a esta concepção de educação. Mas eles não dão aula,

não dão respostas, não transmitem conhecimento. Eles se doam, instigam perguntas,

provocam encantamento, constroem junto.

São artistas que inverteram a ordem dos sentidos. Transformando o mesmo espaço

num ambiente diferente. Eis o espetáculo! Por vezes calaram suas dores para ir ao nosso encontro, se vestindo do sorriso mais bonito. E um grito! Num abraço apertado e comprido. Invencionistas e corajosos se mostraram no enfrentamento a uma pandemia.

O percurso tinha que continuar. E quem poderia imaginar? Se ver pelas palavras. Se

aproximar pela distância. Como já disse o poeta Manoel de Barros, “eles carregaram água

na peneira”. As portas se abriram, fomos conduzidos ao lugar de Infância, aos lugares

físicos, virtuais, felizes, doídos. Despertaram em nós um olhar menino além do que já

existia.

Posto o desejo, liberto o medo do fracasso. O conhecimento construído ramificou e

ultrapassou as paredes deste edifício. Conquistamos a consciência de que nossos

corpos, os corpos de nossas crianças podem povoar um teatro, um museu, uma

biblioteca, uma tela, uma comunidade, uma sala de aula. Assumir outras narrativas.

O contato com as artes acordou nossa sensibilidade. Em seu livro “Educador educa a

Dor”, Madalena Freire diz que “o grande desafio do educador é manter-se acordado,

vivo, para poder assim acordar outros”. 

E eu afirmo:

Vocês conseguiram!

Ficamos de pé em suas mãos ajuntadas e joelhos flexionados, para alcançarmos as

possibilidades de inscrever nossa história, pela escrita, fotografia, teoria, ação, língua,

desenho, literatura, memória, autoria.

Os professores do Pró-Saber são como estrelas nesse chão, juntos formam uma

constelação, impactando a vida do educando.

Portanto, é com imensa honra e alegria que digo em nome da turma 2019: Muito

obrigado!

Vocês içaram o nosso brilho, do direito legítimo da nossa existência.”


prodaja stanova pik smrtovnice avaz knjige cvijece blumen horoskop kalkulator online

Comentários